No “Latin Business Chronicle”: Chávez, Lula ou Humala?

Em artigo de opinião na revista “Latin Business Chronicle”, o vice-presidente do Conselho das Américas, Eric Farnsworth, observa que o presidente eleito do Peru, Ollanta Humala, só conseguirá reduzir a pobreza em seu país se mantiver a abertura da economia ao mundo: uma posição que passou a defender depois que adotou Lula como modelo.

Farnsworth comenta que Humala – que anteriormente tinha Chávez como modelo – deu-se conta da necessidade de adequar-se às realidades eleitorais: “Ele trouxe conselheiros políticos do Brasil que melhoraram sua imagem, tornando-o mais acessível, atenuando sua retórica anti-investimento e anti-livre comércio, enquanto passou a discutir seu interesse em trabalhar com o setor privado, e evitou apoiar Caracas publicamente. Ele apresentou-se como um discípulo de Lula, socialmente consciente mas fiscalmente conservador, e foi recompensado com uma vitória apertada, mas clara”.

O articulista conclui que Humala tem uma grande tarefa pela frente: convencer as pessoas de que ele é “mais um Lula do que um Chávez”.
Leia mais no Instituto Millenium, leia o artigo de João Victor Guedes: “As três saídas para Humala: chavismo, lulismo ou liberalismo?”

RELACIONADOS

Deixe um comentário