No México, 66 jornalistas foram mortos em cinco anos

freedom of expression Nos últimos cinco anos, 66 jornalistas foram assassinados e 12 encontram-se desaparecidos no México, de acordo com um relatório da Comissão Nacional de Direitos Humanos (NHRC, em inglês). Segundo a Comissão, houve condenação em apenas 10% dos casos, fazendo com que a impunidade seja considerada a maior ameaça à liberdade de expressão no México. O governo mexicano registrou cerca de 308 reclamações e denúncias de trabalhadores da mídia em cinco anos.

Fernando Batista Jiménez, da NHRC, diz que as violações de direitos humanos contra jornalistas vêm aumentando, o que poderá levar à assinatura de um acordo de protocolos de segurança que garantam o direito à liberdade de expressão e à liberdade de informação.

Fonte: “The Guardian”

RELACIONADOS

Deixe um comentário