No Sudão, a liberdade é uma “batalha diária”

A realidade do Sudão, hoje, é marcada por censura, ameaças a jornalistas, tortura de ativistas de direitos humanos, detenções e repressão à mídia. Isso levou a entidade “Human Rights Watch” a formular um relatório com as ameaças aos atentados à liberdade naquele país.

O Sudão é obrigado a respeitar o direito à liberdade de expressão de todos seus cidadãos pela lei internacional e a Constituição Nacional do país. Entretanto, certas leis nacionais são inconsistentes em relação a estas obrigações. O governo sudanês continua a usar estas leis para a prática de censura e outras formas de repressão da liberdade de expressão e da mídia.

Você pode acessar o relatório, intitulado “É uma batalha diária”, neste link.

RELACIONADOS

Deixe um comentário