Sábado, 10 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Novos projetos são criados no Dia Internacional contra a Corrupção

No Brasil, segundo estimativas da ONU, são desviados R$200 bilhões por ano. A corrupção traz prejuízos morais, econômicos e ainda prejudica os serviços públicos, por isso é preciso mudar as condições que a favorecem. O dia internacional de combate à corrupção é comemorado no dia 9 de dezembro e reuniu ações no mundo todo para evitar esse tipo de atitude.

O Ministério Público Federal tem apresentado projetos para o Brasil avançar no combate à corrupção, como por exemplo as campanhas “#corrupçãonão” e “10 medidas contra a corrupção”, que buscam prevenir esses atos e punir mais rapidamente os criminosos. A primeira visa incentivar a sociedade a dizer não a qualquer atitude corrupta, enquanto a segunda tem o objetivo de recolher 1,5 milhão de assinaturas para apresentar um projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso Nacional. Entre as propostas estão a criminalização do enriquecimento ilícito de agentes públicos e do caixa 2, o aumento das penas, a transformação da corrupção de altos valores em crime hediondo e a responsabilização dos partidos políticos.

O MPF aproveitou a data para divulgar uma avaliação dos portais da transparência dos municípios e estados brasileiros. O balanço feito pelo MPF tem como objetivo medir o grau de cumprimento da legislação e a transparência é uma ação preventiva à corrupção. O ranking com os resultados pode ser consultado aqui.

A luta contra a corrupção acontece no mundo todo. A ONG Transparência Internacional, que é referência mundial no combate contra crimes no setor público também aproveitou a data para iniciar a uma votação pública em busca do melhor representante da “grande corrupção”. A lista possui 15 “candidatos”, incluindo os casos da Petrobras e da FIFA.

Um grupo de advogados, jornalistas e cientistas políticos, liderados pelo promotor de Justiça Roberto Livianu, também aproveitou a data para lançar o “Instituto Não Aceito Corrupção”. O principal objetivo da organização é realizar pesquisas que ajudem a dimensionar o problema no Brasil e, a partir disso, poder desenvolver políticas públicas de combate à corrupção.

A corrupção atrapalha o desenvolvimento dos países e os criminosos não podem ficar impunes. O combate a ela é um grande desafio, que exige atenção da população, a começar pela hora do voto.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.