O crescimento do PIB

Comento a matéria “Indústria puxa crescimento do PIB; construção civil foi um dos motores“. Quando comparamos o desempenho do PIB por setor de atividade no transcorrer do segundo trimestre de 2010 ante igual período do ano anterior, o PIB da indústria da construção exibe o melhor resultado não só na comparação com os demais segmentos que compõem o PIB industrial, mas, sobretudo, na comparação com todos os demais setores de atividade. Definitivamente, podemos dizer que a cadeia produtiva da indústria da construção tem funcionado como grande fator de alavancagem da economia brasileira nos últimos tempos. A atividade da construção impacta a economia brasileira de forma bem mais ampla do que aquela diretamente visualizada através de um produto imobiliário ou de uma obra de construção pesada como uma estrada, por exemplo. Na verdade, a importância e o impacto desta atividade sobre o ambiente econômico se estabelece a partir do notável padrão de articulação intersetorial que se forma através da cadeia produtiva, que liga desde fornecedores de matérias-primas, insumos diversos e equipamentos (que estão para trás na cadeia), até aquelas atividades de serviços (aluguéis, hotéis, consultorias, etc.), que estão para frente. Através da identificação das interrelações entre os elos da cadeia, é possível dimensionar o macrossetor de forma completa e, assim, pode-se avaliar o impacto resultante do seu efeito multiplicador sobre a economia em termos da geração de produto, renda, emprego, impostos, etc. Em suma: Aquilo que apregoávamos lá atrás, há quase uma década e meia, no tocante aos efeitos multiplicadores da indústria da construção na economia brasileira, agora está mais do que comprovado. Os números não mentem e eles demonstram de forma indelével a relevância e a importância estratégica que a dinamização permanente do macrossetor da construção pode proporcionar não somente para a nossa economia, mas, sobretudo, para os brasileiros, devido ao seu papel duplamente social: gerar empregos em abundância e moradia digna.

RELACIONADOS

Deixe um comentário