O fortalecimento do Terceiro Setor

Em artigo publicado no “Estado de S.Paulo”, 3 de janeiro, o presidente do Comitê para Democratização da Informática, Rodrigo Baggio, descreve experiências de sucesso das organizações não governamentais (ONGs) no Brasil e no mundo. “A Ashoka, por exemplo, é pioneira no campo da inovação social e há mais de 30 anos vem indicando e premiando profissionais desse segmento de atuação. Para eles, o Brasil, sem dúvida, pode e deve ser visto como terreno fértil para iniciativas voltadas para essa categoria. Os seus empreendedores sociais fazem parte de uma rede mundial de intercâmbio de informações, de colaboração e de disseminação de projetos. Essa rede é composta por mais de 2.700 empreendedores localizados em 70 países – incluindo o Brasil, com 320 profissionais.”

Baggio ressalta a importância da atuação do Terceiro Setor em áreas em que o Estado tem se mostrado ineficiente e afirma que é preciso envolver os cidadãos no processo de consolidação do Terceiro Setor.

Leia o artigo na integra.

RELACIONADOS

Deixe um comentário