Especialista do Imil critica falta de clareza em nova posição do PT em relação à privatização

“O governo do PT, incansável crítico e combatente voraz da ‘privataria tucana’, concedeu à iniciativa privada três dos principais aeroportos do país (Guarulhos, Brasília e Viracopos) pela assustadora quantia de R$ 24,5 bilhões”. Assim escreve o advogado e especialista do Instituto Millenium, Sebastião Ventura Pereira da Paixão Jr, em no artigo “A privataria dos incoerentes“. Para o especialista, a possbilidade de evolução e mudança de pensamento é disponível a todos “mas, na política, a retomada ou mudança de posicionamentos passados deve ser publicamente justificada, sob pena de tornar a palavra em mero joguete dos interesses momentâneos”.

O artigo destaca a mudança de discurso quanto a abertura à privatização abordada como “entreguismo estatal” pelo Partido dos Trabalhadores durante anos.

O especialista Carlos Pereira, professor titular da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas (EBAPE/FGV), em entrevista ao Instituto Millenium, acredita que “o fato de o governo não ter privatizado uma maior parte dos aeroportos sinaliza um conjunto de atores preconceituosos com a política de privatização”. Para o especialista, o governo quer agradar a dois setores da sociedade: o movimento sindical e ao mercado, mas que, essa mudança pode ser um primeiro passo positivo para a privatização de outros setores, de forma mais eficiente.

Leia o artigo “A privataria dos incoerentes“, de Sebastião Ventura Pereira da Paixão Jr.
Confira: “Para Carlos Pereira, o controle do governo ainda sinaliza preconceito com a política de privatização

RELACIONADOS

Deixe um comentário