Os quatro principais tipos de líderes empreendedores

Saber desenvolver a equipe de funcionários e proporcionar um ambiente agradável são alguns dos desafios dos gestores de pequenas empresas

O estilo de liderança do empreendedor pode definir a trajetória de uma pequena empresa ou startup. Afinal, é ele que está por trás do negócio e faz questão de participar de todas as decisões.

Danielle Marin, sócia da consultoria De Bernt Entschev, afirma que um gestor com perfil controlador, por exemplo, pode ser extremamente prejudicial para um empreendimento, pois não ajuda a desenvolver as pessoas da maneira que deveria.

Entretanto, para Eduardo Ferraz, especialista em gestão de pessoas, palestrante e consultor, um líder carismático tem as suas desvantagens também. “Ele não funciona com equipes que precisam de regras rígidas, ele não manda ninguém embora, por exemplo”, explica. Veja outros exemplos de líderes e os pontos negativos e positivos de cada um.

1. Controlador

Cobra horário e olha se o funcionário está no cafezinho, mas não avalia de acordo com a performance da equipe. “Ele valoriza esse tipo de controle e não controla a entrega do resultado. A principal desvantagem, ele fica olhando detalhe e não tem visão sistêmica”, afirma Danielle.

“É um líder baseado no ‘manda quem pode, obedece quem tem juízo’. Essa liderança pode funcionar com uma equipe muito imatura”, diz Ferraz. Mas, o especialista explica que a médio prazo não é saudável para a empresa porque uma rotatividade dos funcionários é ruim para as finanças de qualquer negócio.

2. Carismático

Aquele empreendedor que conversa, gosta de motivar todo mundo e tem um relacionamento bom com a equipe é um tipo de chefe dos sonhos para muitos. “É um líder que funciona bem quando as pessoas estão precisando de reação, mas não funciona se os funcionários precisam de regras rígidas”, explica Ferraz.

Para Danielle, ele consegue fazer as coisas acontecerem porque as pessoas o consideram como um exemplo a ser seguido. “É aquele gestor que inspira e não aquela liderança só que ocupa a função como ele fez, para ele chegar até aqui”, resume.

3. Sistemático

Um líder sistemático gosta das coisas feitas de determinada maneira e deseja que todos façam do jeito dele. “Atrapalha na questão de que não há uma confiança no time como deveria ter. Ele acha que ninguém vai conseguir entregar do jeito que ele acha que deveria ser e fica preso a detalhes”, pontua Danielle.

“O estilo funciona bem, numa empresa de altos padrões de qualidade, mas nada de criatividade e improviso”, ressalta Ferraz.

4. Meritocrático

Metas, tabelas e planilhas são ferramentas que o líder que observa a equipe por meio do desempenho de cada um. “Ele baseia toda a gestão dele na ação e reação dependendo da performance da equipe”, explica Ferraz.

Se a pessoa cumpre todas as metas, ele deixa mais solto e cobrará mais daquele funcionário que não está entregando.

Fonte: Exame

RELACIONADOS

Deixe um comentário