Oscar Freire inaugura espaço de coworking a céu aberto nesta quarta-feira

Um dos responsáveis por trazer para São Paulo os ‘parklets’, aquelas pracinhas que se instalam no espaço de vagas de carro, o Instituto Mobilidade Verde começa a promover nesta quarta-feira, 1º, um espaço de coworking em outro tipo de espaço promovido por eles, o ‘pocket park’ Pracinha da Oscar Freire.

O local, uma praça de 250 metros quadrados abrigado na rampa de acesso de um estacionamento entre as ruas Bela Cintra e a Consolação, sediará o ‘Pracinha Hub’, que durante o dia terá ao menos três empresas e dezesseis pessoas trabalhando ao ar livre, em duas mesas compartilhadas.

O coworking é um modelo de trabalho que reúne empresas num mesmo espaço, compartilhando os recursos de escritório. A ideia é que, além do local de trabalho, elas possam também trocar experiências e estabelecer relacionamentos de negócios, influenciando positivamente no trabalho.

Segundo o presidente do Mobilidade Verde, Lincoln Paiva, serão disponibilizadas as mesas e o wifi gratuito. “Este mês, vamos testar esse projeto todas as quartas-feiras. Mas a ideia é abrir outros dias”, afirma.

As empresas interessadas em ter acesso ao espaço precisam se inscrever para participarem do evento. Paiva, cujo trabalho dentro do Instituto foi feito por muito tempo em espaços de coworking, afirma que futuramente a ideia é juntar empresas de mesmo perfil para passarem o dia juntas, aumentando a possibilidade de surgir algo interessante, como um projeto ou uma parceria.

“A gente imagina que pessoas que lidam com atividade criativa e inovadora sejam as mais interessadas em passar um tempo ao ar livre, arejar a cabeça, troca ideias. Mas não tem nenhuma regra quanto a quem pode usar esse espaço”, afirma.

A utilização do espaço é gratuita e atraiu até o momento 20 empresas e profissionais que trabalham com design, comunicação e advocacia. Nesta quarta-feira, o Hub também contará com os serviços de um bio-barista e outros serviços de comida e bebida durante o dia ou parte dele.

Fonte: Estadão.

RELACIONADOS

Deixe um comentário