IPI: Países recorrem a OMC contra medidas brasileiras para carros

De acordo com o “Estado de S. Paulo” da última quinta-feira, a União Europeia e mais seis países pedem na Organização Mundial do Comércio (OMC) a suspensão de medidas brasileiras que limitam a importação de automóveis importados. A reclamação é referente a cobrança brasileira de uma alíquota maior de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos que tenham menos de 65% de componentes nacionais.

O grupo, formado por Estados Unidos; Japão; Hong Kong; Coreia; Australia e Colômbia, além do bloco europeu, afirma que a medida é “inconsistente” com as regras internacionais, pede sua suspensão e ameaça a abertura de uma queixa formal contra o Itamaraty.

A presidente Dilma Rousseff, em resposta, afirmou que a imposição de impostos mais elevados para empresas estrangeiras protege o emprego no país. No ano passado, Japão e Coreia do Sul já haviam emitido um alerta à OMC sobre a tributação maior aos carros importados pelo Brasil.

Fonte: IG e Estado de S. Paulo

RELACIONADOS

Deixe um comentário