Presidente da OAB critica juízes federais

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcanti, afirmou que a OAB sofreu retaliações dos juízes federais por apoiar o ato cívico pela manutenção dos poderes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), marcado para o próximo dia 31, em Brasília. “Os próprios juízes estão dizendo que não há liberdade de manifestação”, reclama Cavalcanti.

Em nota, a Associação do Juízes Federais do Brasil (Ajufe) afirmou que a OAB também deveria ser fiscalizada pelo CNJ e que isso evitaria “a imensa quantidade de queixas por apropriações indébitas praticadas por advogados contra os cidadãos comuns.”

Cavalcanti diz que os tribunais de ética da Ordem têm funcionado bem no controle dos profissionais da classe. “Muitos advogados são punidos por isso. Mas isso é uma exceção, assim como juízes que não respeitam a dignidade da toga.”

Fonte: Consultor Jurídico

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário