Primeiro desafio da Secretaria da Micro e Pequena Empresa: combater burocracia

Durante o discurso de posse como ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, afirmou que seu primeiro grande desafio é combater a burocracia. “Burocracia é o grande biombo da corrupção”, disse nesta terça-feira, dia 9. Esse foi um dos pontos citados pelos leitores do Estadão PME logo após a criação da secretaria.

Afif disse ainda que o empreendedorismo, representado pelas pequenas empresas, não é bandeira partidária e sim uma bandeira nacional. A lei que criou a secretaria foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff no dia 1º de abril. O órgão foi criado para assessorar direta e imediatamente a presidente, especialmente, na formulação de políticas de estímulo ao microempreendedorismo e ao artesanato.

Segundo a presidente, esse segmento é o que mais sofre com a burocracia. “Todo mundo sofre com a burocracia, mas quem mais sofre são as micro e pequenas empresas”, disse Dilma, sustentando que as micro e pequenas empresas precisam de política de crédito e tributária.

O novo ministério assumirá as competências referentes à microempresa, empresa de pequeno porte e artesanato que eram da responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Nas contas do Palácio do Planalto, o novo ministério representará um gasto anual de R$ 7,9 milhões aos cofres públicos.

Fonte: O Estado de S.Paulo

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. Pablo

    O motivo que gerou a nomeação é um dos motivos da burocracia no Brasil. Nao era necessário a criaçáo de um ministério para “desburocratizar os assuntos relacionados a PME”, uma pasta especializada ou melhor direcionada a esse assunto dentro do ministério resolveria, se é que já não tinha, mas a burocracia de coalizacao é que nao funciona.