Prisão de jornalistas brasileiros na Venezuela é condenada por entidades

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e a Associação Brasileira de Imprensa condenaram a prisão de dois jornalistas da Record TV, na Venezuela. Leandro Stoliar e Gilson Souza foram detidos no sábado (11) enquanto apuravam a participação da Odebrecht em desvios no país vizinho. Dois membros da ONG Transparência Internacional Venezuela também foram presos.

A Abraji declarou que considera absurda a detenção dos jornalistas e que o ato foi um atentado à liberdade de expressão e de imprensa. A ABI afirmou que os profissionais estavam no exercício de suas atividades e que o constrangimento a que foram submetidos é inaceitável.

Os dois jornalistas da Record TV já chegaram ao Brasil. O Ministério das Relações Exteriores declarou que acionou a embaixada em Caracas e afirmou que o governo brasileiro reitera a sua posição em defesa da liberdade de imprensa, que é indispensável ao pleno exercício da democracia.

Fonte: G1.

RELACIONADOS

Deixe um comentário