O uso das boas práticas de governança agrega valor à imagem de uma empresa e pode ajudá-la a se tornar mais atraente para investidores. A afirmação é da presidente do conselho de administração do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), Sandra Guerra.

Ela é uma das debatedoras que participaram do fórum virtual do Estado sobre governança corporativa. O debate é aberto a executivos e membros de conselhos de administração e também aos leitores.

O presidente do conselho de administração da Natura, Plínio Musetti, reforça que empresas com boa governança tendem a alcançar melhores resultados no curto, médio e longo prazos. Os mecanismos, segundo ele, ajudam na tomada de decisões mais assertivas.

Gustavo Lucena, sócio da área de gestão de riscos da Deloitte, afirma que a auditoria interna tem papel fundamental na governança, ajudando companhias a mitigar riscos e a se manter dentro da lei.

O processo para se alcançar boas práticas não é simples, explica Chieko Aoki, dona da rede de hotéis Blue Tree. Na visão dela, a cultura de confiança, criada a partir da boa governança, permite que empresas visualizem novas oportunidades.

Leitores do Estado também participaram do debate iniciado em 28 de outubro. Embora considere que o assunto é para grandes companhias, Marco Antonio Oliveira explicou que faria uma primeira reunião para tentar introduzir o tema na sua empresa familiar, na qual é diretor. Já o leitor Luciano Vargas diz que a governança favorece a expansão dos negócios.

A cada terça-feira, um novo artigo é publicado no fórum e, ao final de quatro semanas, um resumo das discussões tem espaço no caderno Economia & Negócios.

A participação de internautas é bem-vinda.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Deixe um comentário