Liberdade de expressão: Google critica pedidos de retirada de links no Brasil

A quinta edição do relatório do Google sobre transparência na web revela que o Brasil lidera a lista de países que mais solicitam à empresa a remoção de conteúdo da internet. Entre julho e dezembro de 2011, 194 pedidos foram enviados pelo Brasil aos escritórios do Google, sendo 128 correspondentes a ordens judiciais e 66 solicitações feitas pelo poder Executivo. O segundo lugar ficou com os EUA, que fizeram 117 pedidos. A Alemanha figura em terceiro, com 60 solicitações registradas.

Dorothy Chou, analista de políticas na Google, se mostrou preocupada com o volume de solicitações: “Infelizmente, o que temos visto ao longo dos últimos dois anos é preocupante. Percebemos que agências governamentais de diferentes países nos pedem para remover conteúdo político. Isso é alarmante, não só porque a liberdade de expressão está em risco, mas porque algumas dessas solicitações vêm de países que não são tipicamente repressores”.

Fonte: O Globo

Mais

Nesta terça, 19, emissoras de rádio e TV e lideres empresariais participam do 26º Congresso Brasileiro de Radiodifusão.  O Imil estará presente com estande e representado pelo especialista Gustavo Binenbojm. Acompanhe a transmissão no site

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. Pedro Valadares

    Mas a crítica não foi direta ao Brasil… foi genérica. E mais, é natural que países que mais incluem conteúdo, tenham mais pedidos de retirada. O título foi totalmente sensacionalista. Criticar por criticar é inócuo…