Reforma política será tema do “Millenium nas redações”

O advogado especializado em direito do estado e especialista do Instituto Millenium, Sebastião Ventura Pereira da Paixão Jr, fará a sétima edição do projeto “Millenium nas redações”, desta vez no Correio Braziliense, no dia 23 de abril. Ventura falará com os jornalistas sobre reforma política.

De acordo com o especialista, a reforma política é necessária por dois graves sintomas de nossa atual democracia: a falência do sistema partidário e a consequente deficitária representação democrática dos políticos eleitos. “Existe uma clara distância entre os políticos e os eleitores. Nesse vácuo de representatividade, são cavadas valas de demagogia, populismo e messianismo político. Logo, uma verdadeira reforma política deve aproximar o povo da política, estimulá-lo a participar, a fiscalizar, a criticar a expor, sem medo, sua opinião dentro de um paradigma de responsável liberdade de expressão”, destaca.

A explanação de Ventura aos jornalistas se dará em torno da propositura das seguintes questões: será que os políticos atuais querem uma reforma que restaure e dignifique a soberania dos cidadãos pelos destinos do país? Ou será que seguiremos a trilhar o nebuloso caminho de uma democracia sem povo que apenas serve o poder pelo poder? Aliás, será que temos políticos autênticos ou meros parasitas do poder?

No projeto “Millenium em redações” especialistas do Imil levam os valores do Instituto às redações dos jornais abordando temas relacionados à economia de mercado, Estado de Direito, democracia e liberdade. O objetivo é divulgá-los na imprensa e aprofundar o conhecimento e o diálogo para o desenvolvimento econômico e da democracia no país.

Edições anteriores

O economista Cristiano Costa foi o convidado da última do projeto, realizado no dia 22 de fevereiro, na sede do grupo A Tarde, em Salvador, na Bahia. O encontro, que reuniu cerca de 30 jornalistas, teve o seguinte tema: “Entraves e perspectivas econômicas para a economia da Bahia”

Conheça também o projeto Imil na sala de aula

RELACIONADOS

Deixe um comentário

2 comments

  1. Newton Eduardo Sant´Ana

    A reforma política requer a atenção redobrado de todos os partidos, pois o que se constata nesse momento é mais uma armadilha “democrática” para perpetuar o pt no poder.
    Exemplo disso é o financiamento público de campanha sempre combatido e agora amado pelo pt. O motivo é evidente o partido que hoje está misturado com governo terá recursos em abundância em relação aos demais que serão prejudicados.
    Newton

  2. nelson oscar de souza

    BOA SORTE, SEBASTIÃO.
    CREIO QUE SEM A REFORMA POLÍTICA SERÁ DIFÍCIL ENCAMINHAR QUALQUER PROPOSTA PARA OUTRAS REFORMAS !
    ABRA’;CO, NELSON OSCAR