Tributação de produtos roubados prejudica empresas

Uma operação da Polícia Federal realizada na sexta-feira 13 de julho prendeu no Rio de Janeiro uma organização criminosa especializada em roubo de cargas. Nos últimos oito meses, a quadrilha havia realizado ao menos dez assaltos que tinham como alvo eletroeletrônicos. Apesar do sucesso dessa operação, a criminalidade nas estradas só cresceu nos últimos anos – com prejuízos dobrados para os donos de cargas.

Além de ter os produtos roubados, eles não podem recuperar os tributos pagos sobre a mercadoria, como o IPI e o ICMS que são recolhidos quando um caminhão deixa o depósito rumo a estrada. Isso ocorre porque o Superior Tribunal de Justiça determinou, em junho de 2010, que o poder publico não precisa reembolsar os impostos da carga levada por ladrões. Para diminuir a perda, as empresas tem colocado nas apólices de seguro tanto o valor da carga quanto o dos tributos. A estimativa é que, apenas em 2011, o governo tenha arrecadado 180 milhões de reais com tributos recolhidos sobre produtos roubados.

Fonte: revista Exame

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. Humberto

    Essa seria mais uma vantagem de deslocar os impostos do setor produtivo, este tipo de situação ficaria minimizado se o imposto fosse recolhido apenas no ato da venda ou mais próximo disso.