Seis mil creches prometidas por Dilma ainda não saíram do papel

O ministro da educação Aloizio Mercadante alertou na última terça-feira, 7 de fevereiro, para o risco de que a meta prometida pela presidente Dilma Rousseff de construir seis mil creches até 2014 não seja cumprida. Segundo o jornal “O Globo”, em 13 meses o governo assinou 1.507 convênios com prefeituras de todo o país, mas nenhuma nova unidade entrou em funcionamento. Mercadante anunciou que estuda medidas para para acelerar as obras.

Para dar mais velocidade ao programa, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do ministério, planeja realizar uma ata nacional de preços. A ideia é selecionar construtoras aptas a erguer creches e pré-escolas em todas as regiões do país, dentro de padrões de qualidade atestados pelo Inmetro. Assim, as prefeituras só precisariam aderir ao pacote.

O ministro estima que o novo modelo reduzirá em até dois anos o prazo de construção das unidades que atualmente, devido à burocracia, consomem cerca de dois anos e meio.

O ritmo das obras é lento mesmo entre as creches e pré-escolas conveniadas no governo Lula, no período de 2007 a 2010, no programa batizado de ProInfância. De 2.528 unidades, somente 628 foram entregues e já estão em funcionamento.

Fonte: O Globo

RELACIONADOS

Deixe um comentário