Terça-feira, 6 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

STJ gasta R$ 1,1 milhão com novos computadores

Apesar do contingenciamento, que afetou também o Judiciário, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) reservou R$ 1,1 milhão para a compra de computadores para os novos assessores e chefes de gabinetes dos ministros.

Serão adquiridos 150 microcomputadores do tipo All-in-One da marca Dell, ao custo unitário de R$ 7,2 mil. As máquinas terão tela LCD de 23 polegadas em Full-HD e são sensíveis ao toque. Cada computador terá processador Inter Core i7, memória de 8 GB e disco rígido de 1 TB. A Dell fornecerá os itens com garantia de três anos.

O STJ reservou outros R$ 5,7 mil para a compra de 100 porta documentos para as autoridades do órgão. Ao custo unitário de R$ 56,90, as carteiras são de couro, na cor vermelha e contêm o brasão da República na parte superior, além de impressão em dourado com os dizeres: “Passaporte Diplomático”.

O Tribunal ainda vai desembolsar R$ 34,4 mil na compra de uniformes para os funcionários. Serão adquiridas 39 calças sociais masculinas com corte italiano (R$ 7,8 mil), 39 paletós (R$ 12,4 mil), 39 sapatos em couro legítimo (R$ 4,1 mil), 78 camisas em tecido 100% algodão (R$ 6,4 mil), 39 cintos (R$ 2,1 mil), 39 gravatas (R$ 624,00) e 78 pares de meia (R$ 858,00).

Para promover celeridade na execução dos becapes e testes de segurança, sem prejudicar o desempenho da rede de dados, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) vai gastar R$ 40,6 mil na compra de pen drives e discos rígidos.

O TJDFT pretende comprar 20 unidades de HD com 1 TB de memória, 30 pen drives com capacidade de 64 GB, 100 pen drives com 32 GB, 200 pen drives de 16 GB e 486 pen drives de 8 GB. De acordo com o Tribunal, os armazenadores também servirão para disponibilizar opções de armazenamento móvel de dados nos atendimentos aos usuários de Tecnologia da Informação (TI).

Ainda na linha de informática, a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) vai gastar R$ 1,8 mil com a compra de 88 unidades de webcam. As câmeras são em HD, possuem microfone embutido com eliminação de ruído e resolução mínima de 1280 X 720 pixels.

O Colégio Militar de Juiz de Fora empenhou (reservou em orçamento para pagamento posterior) R$ 679,60 para a assinatura de revistinhas. O colégio assinou por um ano os gibis da Turma da Mônica em português, inglês e espanhol. Também foi feita a assinatura do pacote básico de super-heróis, com histórias do Homem Aranha, Os Vingadores, Wolverine, X Men, Homem de Ferro e Thor.

Já o Colégio Militar de Brasília vai gastar R$ 4,3 mil com a compra de 61 toalhas de mesa e R$ 4,6 mil na aquisição de 800 pacotes de pratos em acrílico.

Presentes para autoridades

Entre os dias 14 e 20 de maio, o Ministério das Relações Exteriores (MRE) empenhou R$ 18,4 mil para presentear autoridades estrangeiras em visita ao Brasil. O órgão reservou R$ 8,9 mil apenas para a compra de peças em Pau-Brasil confeccionadas pela artesã Laide Baumman.

A joalheria H. Stern irá receber R$ 4,5 mil do MRE pelo fornecimento de jogos de xadrez em pedras brasileiras. A Livraria Cultura, por sua vez, fornecerá livros sobre a história e cultura do Brasil, ao custo de R$ 1,1 mil. Outros R$ 4 mil foram empenhados para a compra de “obra de arte em pedra brasileira”, que será fornecida pela Reur Joiás e Relógios.

O Ministério ainda reservou R$ 4,4 mil para a contratação de dois profissionais de música para apresentação em evento oficial em homenagem a alta autoridade estrangeira.

*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Fonte: Contas Abertas

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.