STJ gasta R$ 2,6 milhões com copeiragem e preparação de refeições

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) desembolsa uma bagatela para garantir a copeiragem e as refeições da Corte. Nota de empenho do Carrinho de Compras deste domingo mostra que o Tribunal reservou R$ 2,6 milhões na última terça-feira (30) para a empresa “Cidade Serviço e Mão de Obra Especializada”, contratada para prestar exatamente esses serviços.

O contrato total tem valor de R$ 7,4 milhões, conforme a transparência do STJ. Os serviços são prestados nas dependências da Corte por meio de 108 postos de trabalho. Estão incluídos cargos de supervisão de copeiragem, copeiro, garçom e cozinheiro (a).

Os serviços são dos mais diversos tipos. De acordo com o contrato, os copeiros, por exemplo, são responsáveis por serviços que vão desde o preparo e distribuição de café, incluindo o abastecimento de máquinas de café expresso, até a montagem de lanche de ministros, além da limpeza de utensílio de copa.

Já os garçons fazem o fornecimento pessoal de café e água para ministros, autoridades e convidados, quando solicitado pelos gabinetes. Os garçons também preparam a montagem de mesas para lanche fornecimento pessoal aos senhores ministros e fazem o fornecimento pessoal de refeições em eventos para ministros.

Seguros
Preocupada com seus “pertences”, a Câmara dos Deputados empenhou R$ 11,4 mil para a prestação de seguro contra incêndio, queda de raio, explosão, vendaval, danos elétricos, roubo e furto, para galpões locados pela Casa, bem como dos materiais neles armazenados.

Os galpões são localizados no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte, na porção norte do Plano Piloto próximo a antiga Rodoferroviária e ao Setor Militar Urbano. O setor concentra, principalmente, galpões de grande porte, empresas fornecedoras de materiais de construção e acabamento entre outras.

O Supremo Tribunal Federal também cuidou de parte de seu patrimônio. A Corte reservou R$ 8,4 mil para pagar seguro para a frota de veículos disponível para ministros e servidores.

Manutenção
A frota do Supremo ainda teve garantida a manutenção preventiva e corretiva nesta semana. O STF reservou R$ 58,8 mil para empresa especializada nesse tipo de mão de obra. O montante inclui fornecimento de peças, acessório, fluidos e lubrificantes. Ao todo o contrato prevê que o serviço será prestado para 69 veículos de diversos tipos e marcas.

Desratização
A Câmara ainda destinou R$ 8,2 mil para a prestação de serviços de desinsetização e desratização em áreas comuns e privativas dos 18 blocos de apartamentos funcionais ocupados por parlamentares, conforme proposta e pregão, a pedido da Coordenação de Habitação. O valor atende despesas até o final do ano.

Comunicação
O Tribunal de Contas da União (TCU), por sua vez, reservou R$ 823,9 mil para serviços de apoio técnico na área de comunicação social e relacionamento com a imprensa para a Corte.

Fonte: “Contas Abertas”

RELACIONADOS

Deixe um comentário