TCU quer paralisação de 32 obras federais, mas irregularidades chegam a 184

O relatório de fiscalização de obras públicas do Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ao Congresso Nacional a paralisação de 32 obras – 16 delas já haviam sido indicadas em 2009, (mas foram aprovadas pelo presidente e 18 delas pertencem ao  Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).  O TCU encontrou irregularidades em outras 184 obras, mas essas, no entanto, não exigiram a paralisação. Do total de 231 obras analisadas, apenas nove  não tinham problemas.

Entre as obras que devem ser interrompidas, segundo o Tribunal,  estão a da construção das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná; a manutenção de trechos rodoviários no Ceará; a reforma e ampliação do aeroporto de Guarulhos (SP); e melhoramentos no aeroporto de Vitória (ES).

As 16 novas obras que o TCU (Tribunal de Contas da União) recomendou ao Congresso que determine a paralisação no Orçamento de 2011 estão orçadas em R$ 23 bilhões.

Leia Mais:

RELACIONADOS

Deixe um comentário