“The Economist” elogia Dilma e compara Brasília à pântano. Presidente rebate

A imprensa internacional continua acompanhando a corrupção e as sucessivas quedas de parlamentares do governo Dilma Rousseff. A revista inglesa “The Economist” elogiou a “faxina” que a presidente está realizando em Brasília, que o veículo chama de “pântano”  relacionando-a à sujeira da corrupção e diz que a isso pode afetar a relação da presidente com o Congresso.

Após o caloroso artigo  que o jornal  espanhol “El Pais” publicou sobre a impunidade e a falta de reação no Brasil, a publicação britânic  diz que “”Dilma chegou ao Palácio com a reputação de uma gerente ‘no-nonsense’. Quase oito meses depois do início de seu mandato, ela se viu sugada para dentro do pântano político que é Brasília”.

Em São José do Rio Preto, em São Paulo, onde entregou 1.902 residências do programa Minha Casa, Minha Vida, Dilma Rousseff defendeu a base aliada e afirmou que as medidas contra a corrupção não afetarão a relação do Planalto com a base aliada no Congresso.

Fonte:  O Globo, The Economist

Leia mais no Instituto Millenium, no artigo de Rolf Kuntz: “Pragas da política”

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário