Tribunal Justiça do Distrito Federal e dos Territórios gasta R$ 69,4 mil com empresa de eventos

O site Contas Abertas apresentou alguns os números e os motivos de alguns gastos de órgãos públicos nas semanas recentes.

A página  informa que ainda que que, a princípio, não exista nenhuma ilegalidade no tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. Então  a  intenção de publicar as aquisições “é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos”, que pode levar ao aumento da transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

O   Tribunal Justiça do Distrito Federal e dos Territórios que “foi às compras” esta semana e gastou R$ 69,4 mil para a contratação de empresa que vai fornecer os arranjos florais naturais durante todo o exercício de 2012.

Já a Secretaria Geral da Presidência da República empenhou R$ 20,4 mil para contratar, por sistema de registro de preços, empresa especializada na prestação dos serviços de eventos.

O Instituto Brasileiro de Turismo reservou R$ 840,00 para a compra de cinco caixas de refil para guarda-chuvas fabricado em polietileno de alta de densidade..

O Senado Federal, por sua vez, reservou R$ 16,1 mil para compra de 21 fragmentadoras de papel. As máquinas, que custaram R$ 765,00 cada, são específicas para escritório e fazem corte cruzado nos papéis. Ainda no Legislativo, a Câmara dos Deputados gastou R$ 5,4 mil em 48 faxinas de imóveis funcionais da Casa.

Fonte: Contas Abertas

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário