Tributo é um investimento e o país precisa dar o retorno à sociedade

Sueli Angarita

A perspectiva de aumento do IPTU para o Rio de Janeiro em 2014, de acordo com a recente proposta do prefeito Eduardo Paes, deixou a sociedade carioca assustada. A ideia é que o reajuste possa chegar a 30%. A medida iria impactar residentes da Zona Sul, que já pagam valores altos e os que vivem nas regiões Norte e Oeste da cidade – muitos deles isentos do imposto. Para alguns, a cobrança pode ser injusta, já que a população reclama que não há contrapartidas por parte do governo. De acordo com uma das especialistas do Instituto Millenium (Imil), Sueli Angarita, a questão dos impostos é complexa. Segundo ela, é preciso observar que o Brasil ocupa o 30º lugar entre os países com maior carga tributária e o retorno do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é muito baixo. “Tributo é investimento e o país precisa de retorno”, ressalta.

Sueli lembra que, de acordo com a análise do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), com uma carga que representou 35,13% do PIB de 2010, o retorno em IDH no Brasil foi de 0,718 contra países como a Austrália, que registrou 25,9% de carga tributária e 0,929 de IDH. Já os EUA registrou 24,8% de impostos e 0,91 de IDH. “Portanto, especialmente nesse momento de eleição dos novos prefeitos, os brasileiros precisam cobrar a realização das promessas feitas em campainha e observar seus trabalhos para as próximas escolhas”, advertiu.

Veja mais

Aos poucos, a sociedade adquire consciência de cidadania. A exemplo da última pesquisa realizada pela Fecomércio-RJ, a população começa agora a entender qual o impacto dos impostos em suas vidas. Segundo a federação do comércio, os consumidores aumentaram seu poder de compra, mas também ficaram mais sensíveis à fatia que destinam de sua renda ao pagamento de impostos. A parcela de brasileiros que reconhecem o impacto do pagamento de impostos no cotidiano subiu de 62% em 2011 para 74% em 2012.

“Ainda falta muito a fazer, mas os resultados da campanha como a do Instituto Millenium (Campanha do Dia Nacional da Liberdade de Impostos, que aconteceu no dia 25/05/12 – Veja o link ) vem conscientizando os brasileiros sobre seu verdadeiro papel na sociedade. O Brasil é como uma empresa que precisa ser bem administrada. A sociedade financia seu bem-estar e deve estar bem informada sobre o real valor da carga tributária na vida de cada um de nós”, concluiu Sueli Angarita, que tem 14 anos de experiência na área tributária.

RELACIONADOS