Segunda-feira, 5 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

TSE barra 10 mil candidatos; veja a relação dos partidos e estados com maiores taxas de indeferimentos

Com menos de duas semanas para as eleições 2016, o TSE e os tribunais regionais já julgaram quase 99% dos 496 mil pedidos de registro de candidaturas de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Mais de 10 mil candidaturas foram barradas em definitivo em todo país. Mas esse total ainda pode subir. É que outros 13,9 mil candidatos foram considerados em situação não regular, mas recorreram da decisão e ainda aguardam o julgamento de instância superior. Este ano, o TSE recebeu 33 mil pedidos de candidaturas de prefeitos e vice-prefeitos e mais 463 mil de vereadores.

Veja a lista das candidaturas barradas aqui.

Taxa por partido

A taxa de candidaturas barradas por partido, ou seja, considerando o total de registros apresentados por cada legenda, mostra que o PCO, com apenas 85 candidaturas, tem o maior percentual (indeferimentos sem recurso): 20% (17 casos). O partido é seguido pelo PCB (6,2%) e PPL (4,7%). O tribunal pode indeferir as candidaturas por diversos motivos, como problemas com documentos, prazos, lei da ficha-suja ou outros aspectos legais que não foram respeitados pelo candidato.

Por números absolutos, o ranking das candidaturas barradas é liderado pelo PMDB, seguido pelo PSDB e PT. O ranking pelos números absolutos, no entanto, é influenciado pelo total de candidaturas apresentada pelos partidos.

Taxa por estado

Por estado, a taxa de indeferimento de candidaturas é maior em Roraima (4,9%), Amazonas (4,4%) e Maranhão (2,9%). A menor taxa foi registrada no Estado do Rio de Janeiro, com apenas 1% de candidaturas indeferidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Fonte: “O Globo”.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.