Uma favela chamada Dilma Rousseff

O jornal inglês “The Guardian” publicou matéria sobre a favela carioca rebatizada como “Dilma Rousseff”. A comunidade, formada por 30 barracos que ladeiam a estrada Rio-São Paulo, era conhecida até então como “km 31”.

“A ideia é prestar uma homenagem à presidente e também chamar a atenção do governo e das nossas autoridades, para que olhem por nós e ajudem as famílias que moram aqui. Os pobres também são filhos de Deus”, justifica o pedreiro Vagner Gonzaga dos Santos, morador da favela.

A matéria comenta que a repercussão ao novo nome chamou a atenção para o local e trouxe benefícios. Os moradores agora esperam que as autoridades reconheçam formalmente a comunidade e permitam o acesso a serviços públicos, como eletricidade e coleta de lixo.

Confira a matéria na íntegra, em inglês.

Leia mais no site do Instituto Millenium: “Programa para erradicação da miséria investirá na qualificação para o trabalho”.

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. A materia deste prestigioso jornal nos fez da comunidade,Dilma Rousseff nos sentirmos honrados e agradecidos pois estamos lutando para melhoramos nosso padrao social pois nao temos ajuda e nem o carinho dos politicos que representao nossos votos nesse pais .que e tao extenso ,gostariamos que nos ajudassem na extrutura para podermos ter luz ,agua, esgoto,um pósto de saudee um tecnico agricola para que possamos usar a terra de maneira adequada pois varias familias retiram da terra o seu sustento.