Voto distrital pode estruturar melhor os partidos, defende Orjan Olsen

Orjan Olsen defendeu a adoção do voto distrital no “7º Colóquio do Instituto Millenium – Voto distrital ou voto proporcional?” (Ouça os paineis na íntegra) , promovido pelo Instituto Millenium nesta terça-feira, dia 13, na Fecomércio, em São Paulo.

De acordo com o diretor-geral e sócio da Analítica Consultoria e Ph.D. em Comunicação Social pela Syracuse University, quem perderia com a adoção do voto distrital seriam os partidos que dependem de puxadores de votos, os que dependem de campanhas mais caras, os cabos eleitorais profissionais e os representantes de grupos específicos.

Quem ganharia com a adoção do novo sistem seria a sociedade, com a redução do custo das campanhas, os eleitores das capitais, hoje sub-representados, os partidos bem estruturados, e as lideranças comunitárias e locais.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. Osvaldo Martins

    Hoje, quem tem muito dinheiro para comprar um mandato de deputado federal basta financiar a campanha de vários candidatos a deputado estadual e ser sufragado no Estado inteiro. O voto distrital acaba com isso.