Quarta-feira, 7 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Meritocracia

O Brasil do banquinho de três pernas

Rolf Kuntz

Monteiro Lobato criou um símbolo perfeito para o governo comandado pela presidente Dilma Rousseff, ao sintetizar no banquinho de três pernas o mobiliário e as ambições do caboclo. Para que quatro pernas, se três o sustentam e ainda evitam o trabalho de nivelamento? Os banquinhos do governo estão desenhados com ... Leia mais

A destruição da Petrobras

O prejuízo bilionário na suspeita compra de uma refinaria no Texas pela Petrobras é apenas a ponta do iceberg. O caso deve ser investigado a fundo, claro, mas estamos diante de algo bem mais grave: a gradual destruição da maior empresa nacional, que pertence a todos nós por meio da ... Leia mais

Mérito? Não é aqui

Velhos marinheiros dos sete mares contam até hoje, geralmente em voz baixa, a história do Flying Dutchman. Não é uma história confortável. O Flying Dutchman, ou Holandês Voador, levantou âncora das docas de Amsterdã em 1751, rumo a Java, e depois de uma tormenta no Cabo da Boa Esperança nunca ... Leia mais

O valor dos valores

Henrique Meirelles (Época)

Por Henrique Meirelles Aspecto importante da produtividade de um país, que não se mede em infraestrutura, ambiente de negócios, nível técnico dos trabalhadores e empresários ou nível de investimento. Falo da matriz cultural da produção. Em visita recente à Alemanha, fiquei mais uma vez impressionado pelo grau de organização, limpeza ... Leia mais

O Brasil e a ‘nação diaspórica’

Demetrio Magnoli_Instituto Millenium

A gloriosa Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece cotas raciais na representação parlamentar do povo. Ignorando tanto a Constituição quanto a Justiça, a CCJ aprova qualquer coisa que emane de um grupo de interesse organizado, o ... Leia mais

Porque o Estado não funciona

Ney Carvalho

Tenho inúmeros e caríssimos amigos e parentes funcionários públicos ou assemelhados. Por favor, não pensem que aqui vai qualquer conotação pessoal. Para mim os amigos serão sempre as exceções que justificam a regra. E estas são simples observações de caráter institucional, sem nenhum viés particular. A má qualidade dos serviços ... Leia mais

Seu valor é determinado por seu salário?

Gustavo Ioschpe

Você acha que os médicos brasileiros ganham bem? Eles têm os maiores salários médios do país. Pois saiba que um médico americano ganha quatro vezes mais. Eu já ouvi muitos argumentos para explicar como melhorar o quadro da saúde brasileira. Inclusive do pessoal que diz que faltam verbas para o ... Leia mais

O Estado no pico da crise

Três Poderes

A ciência política ensina que Estado e sociedade formam um todo indivisível. A prática mostra que, ao menos entre nós, Estado e sociedade compõem uma dualidade em escancarado desnível. Nosso corpo social anda a passos mais avançados que o esqueleto do Estado. Basta conferir os pulmões cheios de oxigênio de ... Leia mais

Perdendo no mérito

Gustavo Franco

Resistência de sindicatos a aceitar a metas de desempenho prejudica produtividade Parece haver algo de muito suspeito no reino das políticas públicas quando o talento, o das empresas e também o das pessoas, deixa de ser reconhecido e recompensado. A mensagem típica nas medalhas concedidas a estudantes e esportistas, “honra ... Leia mais

Cabeça à prêmio?

Gaudencio Torquato

Premiar policiais que tenham o melhor desempenho na tarefa de reduzir a criminalidade é medida eficiente? Ou, desdobrando a questão, a implantação da meritocracia na esfera policial é estratégia adequada para se alcançar a ansiada meta de redução de crimes nas grandes cidades? A princípio, a resposta é positiva, na ... Leia mais

Democracia é educação

Roberto DaMatta

Todo mundo fala em democracia e educação sem perceber que as palavras tem conotações especiais. No Brasil, a palavra educação não significa somente instrução mas polidez, calma e delicadeza. O “mau educado” ou o “ignorante” não é quem não tem saber, mas é o “grosseirão” inclinado ao gesto brusco ou ... Leia mais

Dane-se a ética

Gil Castello Branco

Embora existam fartos indícios de corrupção, as legendas presididas pelos ex-ministros estão indicando os novos gestores dos milionários currais Muitos se arrepiam ao ouvir palavras como demônio, satanás, diabo e outras semelhantes. Mas os vocábulos fazem parte do dicionário e frequentemente são pronunciados, até por autoridades federais. Na semana passada, ... Leia mais

O que o MEC não “encherga”

Arnaldo Niskier

Acreditamos piamente que os examinadores do Enem, contratados pelo MEC para a correção das provas de língua portuguesa, saibam como são escritas as palavras “enxergar”, “razoável” e trouxe”. Se deram 1.000 pontos, para provas consideradas perfeitas, com os candidatos utilizando as formas “enchergar”, “rasoavel” e trousse”, como comprovou o jornal ... Leia mais

Ciência sem Fronteiras… e sem critérios

Alexandre Barros

Começam a pipocar alertas sobre o programa Ciência sem Fronteiras, mais uma das soluções de burocratas para renderem muita notícia e depois serem esquecidas. Há um casamento de conveniência entre a ânsia da burocracia brasileira e a das burocracias universitárias num mundo em crise. Estudantes estrangeiros com bolsas governamentais são ... Leia mais

As profissões e o mercado de trabalho

Naercio Menezes_instituto Millenium

O Brasil precisa aumentar o número de pessoas com ensino superior completo. Em 2010 havia cerca de 10 milhões de graduados na população brasileira, que correspondiam a 10% da população adulta. No México essa taxa é de 15%, no Chile, 25%, a média da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico ... Leia mais

O Brasil dos conflitos de interesses

paulo

O julgamento do mensalão pode ser um importante divisor de águas no que tange ao conflito de interesses existente entre os detentores de cargos públicos (cargos alcançados por meio de eleições, concurso público ou por indicação) e as atividades que favorecem parentes, amigos, doadores de campanha ou, mesmo, o próprio ... Leia mais