Segunda-feira, 5 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Política

Aluizio Falcão Filho

Aluísio

É jornalista formado pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou na “Gazeta Mercantil”, “Veja”, “Exame” e “Brasil Online”. Foi diretor adjunto de comunicação do banco HSBC no Brasil. Foi responsável pela vinda da revista “Forbes” ao Brasil, em 2000, sendo o primeiro publisher da ... Leia mais

Ambição desmedida

Rodrigo Constantino

Atuava no mercado financeiro, e acabara de sair de um almoço de um banco de investimentos que apresentou o case da primeira emissão de ações do grupo X, de Eike Batista. Ao término, conversando com investidores, quis saber quantos realmente acreditavam naquilo. Poucos. Era um tiro no escuro, uma grande ... Leia mais

Cinismo e reação tardia

Carlos Alberto Di Franco

No seu primeiro pronunciamento desde a prisão de dirigentes de empreiteiras no escândalo da Petrobrás, a presidente Dilma Rousseff exaltou o mérito do governo de estar investigando a corrupção “pela primeira vez na História do Brasil”. Fantástico! Em primeiro lugar, amigo leitor, o governo não está apurando nada. Ao contrário. ... Leia mais

O eleitor consciente não sabia

Guilherme Fiuza

Os eleitores progressistas de Dilma Rousseff estão radiantes. Foi muito importante a esquerda ganhar a eleição no Brasil. O candidato burguês da elite branca jamais celebraria o Dia da Consciência Negra como o fez a presidente mulher e oprimida. Devota de Zumbi (o que fica claro pelo estilo do seu ... Leia mais

Metas flexíveis e o déficit com apelido de superávit

Wagner Vargas

A contabilidade criativa continua ser uma especialidade da equipe econômica do governo Dilma. Desta vez, a façanha é mudar o cálculo da meta fiscal com o objetivo de chamar de Superávit, o Déficit nas contas públicas. Se ainda existe um pouco de responsabilidade e bom senso, no que tange à ... Leia mais

Os 4 colapsos que destruíram o comunismo

Diogo Costa

Que o comunismo europeu estava fadado ao fracasso ninguém deste lado do Kremlin parece discordar. Mas, há 25 anos, a velocidade com que as revoluções começaram a redefinir o leste europeu pegou especialistas ocidentais de surpresa. Eles não enxergavam que, por trás da cortina de ferro, os colapsos comunistas já ... Leia mais

Dilma 15 e Lula 2003

Carlos Alberto Sardenberg

O regime de superávit primário foi introduzido nas contas públicas brasileiras em 1999, no segundo mandato de FHC, em meio à crise de desvalorização do real. Até aquele momento, havia déficits e a dívida pública subia todos os anos. Os títulos do Tesouro Nacional, as promissórias do governo, eram papel ... Leia mais

O cenário é ruim no setor elétrico

Adriano Pires 8

O setor de energia elétrica encontra-se numa crise sem precedentes e a solução para que voltemos aos trilhos exigirá medidas muito duras no curto prazo e muito planejamento, gestão e regulação a médio e longo prazos. Os cenários para 2015, já com um novo governo, serão basicamente dois. No primeiro ... Leia mais

Uma PF independente

Carlos Alberto Di Franco

Esta coluna, com frequência, criticou o governo da presidente Dilma Rousseff, sobretudo por seu alinhamento ideológico com governos autoritários e com ditaduras que amordaçam as liberdades e espancam os direitos humanos. A adesão cada vez mais explícita ao projeto bolivariano de socialização continental, marca registrada do governo petista, está comprometendo ... Leia mais

A hora é de temperança

Gaudêncio Torquato

Não há mais como esconder o sol com a peneira. A presidente reeleita, os novos governantes estaduais e a representação no Congresso Nacional terão de enfrentar, nos próximos tempos, o sol mais abrasador de verões que o país viveu nas últimas décadas. Há razões de sobra para demonstrar a hipótese, ... Leia mais

Alca não, Alcap

Marcos Troyjo

Ajudada pela conjuntura, a China está prestes a aplicar nos EUA um golpe de mestre em termos de estratégia diplomática e comercial. Pequim proporá a criação da Alcap (Área de Livre Comércio da Ásia-Pacífico). A iniciativa será formalizada nesta semana na capital chinesa durante a cúpula de chefes de Estado ... Leia mais

Um roteiro de reforma tributária

Everardo Maciel

Novos governos, mesmo nos casos de reeleição, estimulam expectativas de reformas. Afinal, os candidatos se apresentam sempre como paladinos de mudanças. Reformas costumam trafegar no território das falsas construções. Diz-se, por exemplo, que a reforma política é a mãe de todas as reformas, numa paródia torpe de uma bravata de ... Leia mais

Heróis da resistência

Demétrio Magnoli

A verdade jurídica é una e definitiva: uma sentença transitada em julgado. A verdade histórica é múltipla e temporária: o fruto da narrativa dos historiadores. No Brasil, as comissões da verdade oscilam no espaço vazio que as separa, sem produzir as consequências práticas da primeira nem as luzes da segunda. ... Leia mais

Entre mortos, feridos e eleitos

Eugenio Bucci (Foto Daniela Nader)

O Brasil merece os pêsames. Saiu da campanha de 2014 pior do que entrou. Perdeu mais do que ganhou. As feridas, ainda abertas, sangrarão e doerão por algum tempo. As baixas cobrarão seu preço, com juros. Passado o horário eleitoral, eis que é chegada a hora da ressaca e do ... Leia mais

Partido da razão

Henrique Meirelles

A passionalidade e a superficialidade de boa parte das discussões político-econômicas no Brasil são naturalmente acentuadas na disputa eleitoral. Definido o resultado, é importante controlar a paixão e trazer o debate o mais perto possível da razão. Quanto mais racional e factual ele for, melhor para todos. Isso não significa ... Leia mais

Não é João Santana

Demetrio M.

“É Duda Mendonça!”, exclamaram tantos analistas em 2002, quando Lula conquistou o Planalto. “É João Santana!”, começam a dizer agora, no rastro das pesquisas que indicam uma dianteira de Dilma. O diagnóstico estava errado ontem –e continua errado hoje. A campanha eletrônica da presidente-candidata é muito melhor que a de ... Leia mais

Brasil em 20 anos

Carlos Alberto Sardenberg

O Brasil chegou até aqui da seguinte maneira: 1. Estabilização macroeconômica, a partir da introdução do Real (1994) e de uma série de reformas que se prolongaram por uns dez anos, nos dois governos FH e no primeiro mandato de Lula. 2. Entre as reformas, a mais importante foi a ... Leia mais

É preciso corrigir os rumos do setor elétrico

Adriano Pires 8

O setor de energia elétrica encontra-se numa crise sem precedentes e a solução para que voltemos aos trilhos exigirá medidas muito duras no curto prazo e muito planejamento, gestão e regulação a médio e longo prazos. Os cenários para 2015, já com um novo governo, serão basicamente dois. No primeiro ... Leia mais