Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Liberdade

A revolução necessária

Roberto Rachewsky

Sabemos que o Estado brasileiro, em qualquer instância ou circunstância, é hipertrofiado, extremamente desumano, impressionantemente ineficiente, escandalosamente caro, impiedosamente autoritário, despudoradamente corrupto, vergonhosamente perdulário e tudo o mais que se puder adjetivar negativamente, sem medo de errar. Com diferentes graus de intensidade, este quadro nebuloso se repete em outras sociedades, ... Leia mais

O futuro da imprensa

Paulo Brossard

Lembro-me, como se fosse hoje, de quando entrou a circular o “Jornal da Tarde” (JT); com os primeiros exemplares que ganharam as ruas o jornal adquiriu sua reputação, tamanha a diferença entre ele e os muitos até legendários periódicos editados no Rio de Janeiro e em São Paulo, sem falar ... Leia mais

A revolução à brasileira

Roberto Rachewsky

Finalmente encerrou-se mais um turno da eleição. Na disputa pelo nosso voto, milhares de candidatos propagandearam que mudariam nossa vida, prometendo-nos um futuro melhor. Há décadas ouvimos sempre a mesma sentença, o Brasil é o país do futuro. Temos honrado fielmente este título, outorgado por Stefan Zweig, escritor austríaco que ... Leia mais

Três eleições, um país

yoani sanchez cuba united nations

Como é a voz de Henrique Capriles?, perguntou-me um vizinho há alguns dias. Não soube responder se era aguda ou firme, suave ou enérgica, pois os meios de comunicação cubanos procuraram não transmiti-la. Em seu lugar, só tivemos a possibilidade de escutar a gritaria agitada de Hugo Chávez, os ataques ... Leia mais

O queijo e a lei

J.R. Guzzo

Estaria a presidente Dilma Rousseff violando a lei se comesse uma fatia de queijo de minas? É perfeitamente possível que sim, pois ela tem de obedecer ao que o governo permite ou proíbe que os brasileiros ponham na boca ao fazer uma refeição. Pelo bom-senso mais elementar, a presidente da ... Leia mais

As aventuras de Pedrinho no banco dos réus

Ricardo Galuppo

A agenda do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, é apertadíssima. Mesmo assim, na terça-feira passada, Fux saiu do plenário diretamente para seu gabinete, onde recebeu um grupo de advogados em audiência, às 19h30. No centro do debate, a tentativa de encontrar uma solução de consenso para uma ação ... Leia mais

Para isso o Senado encontra tempo!

Ricardo Galuppo

A Comissão de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor do Senado Federal tomou ontem uma dessas decisões que deixam evidente a capacidade de Suas Excelências gastar tempo com providências inúteis enquanto há tanto trabalho sério à espera do assim chamado “esforço parlamentar”. A nova investida nessa direção é uma lei ... Leia mais

O mensalão e a “pressão da mídia”

eugenio bucci

Com o início do julgamento do processo do mensalão, no supremo tribunal federal (STF), muita gente voltou a falar em “pressão da mídia”. Muita gente mesmo. Políticos, magistrados, jornalistas, advogados e cidadãos a granel apontam o dedo contra a tal “pressão da mídia”, quase sempre em tom de reprovação. A”mídia”, ... Leia mais

Besteirol autoritário no Enem

Alexandre Barros

Estou atônito com o preciosismo das regras que regerão a correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os burocratas que as elaboraram violaram duas regras básicas: primeira, ninguém é obrigado a seguir a política dos direitos humanos do governo, salvo no que for regulado por lei; segunda, ... Leia mais

A falácia da utopia

Rodrigo Constantino

Poucas coisas são tão perigosas para a liberdade como uma mentalidade utópica. Os utópicos não se caracterizam simplesmente por erros pontuais de raciocínio lógico; eles adotam todo um método mental que de uma forma misteriosa é indiferente à verdade. De certa forma, a utopia pode ser um substituto laico da ... Leia mais

Lucro que salva vidas

Rodrigo Constantino

A notícia divulgada semana passada foi alvissareira para milhões de pessoas. A FDA aprovou o Truvada, pílula para ajudar a prevenir o HIV em alguns grupos de risco. Segundo a agência americana, o remédio pode reduzir em até 73% o risco de infecções causadas pelo vírus da Aids. Trata-se de ... Leia mais

Interesse público

Não são apenas os representantes dos poderes públicos que devem participar do debate sobre a divulgação dos salários dos servidores públicos. No site de petições públicas da Avaaz já podemos acompanhar um manifesto sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 582, de 2012, que susta a divulgação nominal da remuneração ... Leia mais

Três visões sobre três tragédias

Ricardo Galuppo

São três fatos que têm a mesma gênese e consequências que até podem diferir na quantidade de vítimas – mas têm como ponto comum o fato de encontrar pela frente pessoas inocentes que pagam com a vida pela estupidez alheia. O mais antigo dos três aconteceu um ano atrás, na ... Leia mais

O papel do jornal

Merval Pereira

A imprensa enfrenta no mundo permanente batalha de credibilidade, que volta e meia é perdida. Embora aqui no Brasil ainda apareça entre as instituições mais respeitadas pela opinião pública, há um desconforto na relação da imprensa com a sociedade. Se de um lado ela ainda depende da imprensa para ter ... Leia mais

A chave egípcia

Demétrio Magnoli - Instituto Millenium

A democracia turca evidencia que o Islã não é incompatível com a liberdade O Egito tem, hoje, dois poderes. O presidente Mohammed Mursi, eleito pelo povo, representa a democracia, que é o poder novo. A cúpula das Forças Armadas, que dissolveu o Congresso e avoca para si prerrogativas legislativas e ... Leia mais

Fim da utopia

Joao Luiz Mauad

São inúmeras as explicações para os atuais problemas europeus. Uns apontam para a rigidez com que o BCE administra o euro, outros para a especulação dos mercados ou para a moderna engenharia financeira. Até mesmo o surrado espantalho neoliberal aparece de vez em quando como culpado. Apesar das evidências, essas ... Leia mais

A liberdade é verde

Odemiro Fonseca

A Rio+20 não criou uma nova burocracia pública e nem um novo imposto, como demandavam políticos, burocratas globais e seus aliados, as ONGs globais. O sonho tecnocrático de monopolizar conhecimento, planejar e comandar de forma central e global não vingou desta vez. Outra surpresa são as análises pós evento, quase ... Leia mais