O diretor de cinema e teatro, Moacyr Goés, participou do ciclo “Liberdades” promovido pelo Instituto Millenium em parceria com a Casa do Saber Rio, no dia 4 de junho de 2012.  Na palestra  “Liberdade e servidão consentida”, Góes defendeu a ideia de que o mercado esteja ligado ao processo de criação que envolve a arte: “A obra é um produto e pode estar inserida no mercado, pois ele viabiliza a construção artística e a originalidade.  Não acredito na ideia da perda de valor quando a obra entra em contato com a indústria ou com fatores econômicos”, afirmou.

Deixe um comentário