Instituto Millenium apoia o Movimento Brasil Eficiente – "Opinião e Notícia" – 20/07/2010

O Movimento Brasil Eficiente será lançado nesta terça-feira, 20

Será lançado nesta terça-feira, dia 20 de julho, em São Paulo, o Movimento Brasil Eficiente. Trata-se de um projeto que tem por objetivo a redução dos impostos e o uso mais eficiente dos recursos públicos.

Idealizado pelo setor produtivo nacional, federações empresariais, empresas de segmentos variados e sociedade civil organizada, o Movimento busca um modelo de reformulação fiscal com garantias de crescimento econômico sustentável,

consistente e acelerado para o país. O Movimento Brasil Eficiente tem apoio do Instituto Millenium.

Com base no “Diagnóstico Fiscal Brasileiro”, estudo elaborado pelos professores Paulo Rabello de Castro, que falará sobre as propostas do Movimento para a questão tributária, e Raul Velloso, que explicará sobre a importância do ajuste fiscal,

o grupo quer apresentar as condições necessárias para que o Brasil, em 2020, gaste com eficiência, arrecadando cerca de 10% menos do que hoje.

Além das presenças de Paulo Rabello de Castro e Raul Velloso, o lançamento do Movimento Brasil Eficiente vai contar com a participação do jurista Ives Gandra Martins, membro do Instituto Millenium, e do cientista político Antônio Lavareda.

Veja o site do Movimento Brasil Eficiente.

O evento vai acontecer no auditório nobre da Fundação Getúlio Vargas (Rua Itapeva, 432).

Confira as atividades do evento:

9h45 – Welcome coffee

10h15 – Início do evento – Auditório Nobre

Abertura – Yoshiaki Nakano

Os objetivos do Movimento – Carlos Schneider

10h30 – As propostas do Movimento para a questão tributária – Paulo Rabello de Castro

10h45 – A importância do ajuste fiscal – Raul Velloso

11h- Como a população vê as questões tributária e fiscal – Antonio Lavareda

11h15- Apoiadores do Brasil Eficiente darão depoimentos sobre suas adesões ao Movimento – Ives Gandra Martins

11h45 – Encerramento

12h – Coletiva de imprensa

Leia no site Opinião e Notícia.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. celso

    No jornal Zero Hora de 25.07.2010, hoje, na coluna dinheiro, foi abordado o problema de nossa carga tributária.
    Curiosamente, ao apresentar o gráfico das diversas despesas(saude, assistencio social, investimento, prev.social, inativos, etc)não foi mencionado o juro de nossa divida atrelada a selic(mais ou menos 40% de tudo o que arrecadamos com imposto),que é em última análise o que inviabiliza tudo no Brasil. Os juros mais elevados do planeta. Para que?? Para quem??? Ao menos a despesa vai para alguem que consome alguma coisa e acaba pagando impostos. E para quem vai os juros??? resulta em algum imposto??
    Lamentável. Mas eu sei, com as reformas, os juros iram baixar.
    É a historia de quem veio primeiro o ovo ou a galinha.