A personificação dos “inimigos da pátria” é um truque circunstancial, observa Demétrio Magnoli