Romano: “É uma República quase de fachada”