Os jornalistas Guilherme Fiuza e Sandro Vaia analisam escalada da violência contra a imprensa