Sábado, 10 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Tag: BC

Substituindo uma regra fiscal perversa

zeina

Há uma recomendação de política econômica em relação ao funcionamento dos bancos centrais que é a de “amarrar as mãos” da autoridade monetária quando ela não consegue fazer bem seu trabalho, que é manter a inflação baixa. No jargão técnico, essa recomendação significa a adoção de regras para disciplinar a ... Leia mais

Dilemas do Banco Central

Samuel-Pessoa nova

Na quarta-feira da semana passada, o IBGE divulgou a inflação de maio medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). O número de 0,74% veio bem mais salgado do que era previsto pelos analistas, algo por volta de 0,53%. Se consideramos a abertura do índice em preços administrados e ... Leia mais

Tempos diferentes

Julio Hegedus

Continuamos monitorando com uma lupa os movimentos da presidente reeleita, de olho nas decisões a serem tomadas, principalmente na esfera econômica. Poucas são as novidades, duas semanas depois do pleito. A nomeação do novo ministro da Fazenda continua despertando a atenção de todos, pois a partir desta será possível definir ... Leia mais

Dilemas de Dilma

Carlos Alberto Sardenberg

Os líderes chineses têm uma habilidade especial para adotar políticas pró-mercado com uma retórica de esquerda para agradar esse lado do Partido. Vire à direita, dê sinal à esquerda — tal é o ensinamento. Pois parece que a presidente Dilma está com o mesmo dilema, invertido: como seguir pela esquerda, ... Leia mais

A economia de Dilma, sem rodeios

Franco

O governo petista, iniciado em 2003, contou com quatro maravilhosas turbinas, todas alheias à sua vontade. A primeira teve a ver com bancos. Com o sistema (privado e público) totalmente saneado, depois de um conserto caro e trabalhoso, o crédito mais que dobrou, de 2003 até nossos dias, ultrapassando 55% ... Leia mais

O mundo de sombras da meta de inflação

Rolf Kuntz

Qual a meta de inflação? No Brasil é um mistério. Pode ser 4,5% ou qualquer ponto até 6,5%. A confusão é mantida e adubada, no dia a dia, pelo discurso oficial. Ora se fala dos 4,5% como a própria meta, ora como centro da meta. Isso faz enorme diferença para ... Leia mais

Batendo cabeça

Julio Hegedus Netto

Parece que este governo está com problema sério de comunicação. Na semana passada, depois da ata do Copom, moderada, falando de gradualismo, um diretor do Bacen veio a público defendendo a necessidade de um ajuste mais intenso na política de juros. Disse ele que “o Copom poderá ser instado a ... Leia mais

Já é hora de tirar um pouco do que Lula deu?

Manchete do Estado na última sexta-feira: “Desemprego é o mais baixo em 8 anos, mas inflação corrói renda”. Um economista bem ortodoxo, clássico mesmo, diria “E daí? Uma coisa não leva à outra..?”. E do alto da sua sabedoria explicaria que menor desemprego significa mais emprego, que significa mais salários, ... Leia mais