Por ser visceralmente contra a tortura, sinto-me à vontade para criticar a “ideologização&#...