Domingo, 4 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Tag: Collor

O terceiro ano

fabio-giambiagi2

Delfim Neto costuma repetir que o funcionamento do sistema econômico, numa democracia, deve conciliar o mercado e a urna. Políticos, premidos pela necessidade de conquistar eleitores, gostariam de ignorar os limites impostos pela realidade, mas estes acabam se fazendo presentes. Por outro lado, as prescrições dos economistas não podem ignorar ... Leia mais

Cabia impeachment, mas…

Sebastião Ventura

Após muitas dúvidas e pressões de toda ordem, a colenda Suprema Corte foi modelar no julgamento da Ação Penal 470, o famigerado mensalão. Aos olhos de todos e sem rebuços, os fatos foram postos e as provas, analisadas com rigor técnico, o devido processo legal foi respeitado para todos os ... Leia mais

Valério e o país dos surdos

Guilherme Fiuza

Collor deve estar um pouco zangado. Passou à história como o presidente corrupto, derrubado após um processo de impeachment que uniu o país inteiro contra ele. A CPI do PC revelara o esquema de uso do poder para montar um caixa particular no topo da República. Hoje em dia, esse ... Leia mais

A ex-guerrilheira e o sigilo eterno

Guilherme Fiuza

O sigilo eterno de documentos oficiais cairá no dia em que o Brasil tiver, enfim, um governo de esquerda. Essa seria uma típica utopia dos anos de chumbo, quando a mão de ferro do governo permitia no máximo o exercício da esperança – de preferência, em voz baixa. “Vai passar”, ... Leia mais

Em vez de reforma tributária, Simples

A reforma tributária é um dos temas mais discutidos no Congresso Nacional desde o início do processo de redemocratização do país, com a eleição de Tancredo Neves à Presidência da República, em 1985, que acabou falecendo antes de assumir o cargo, ocupado por José Sarney, atual presidente do Senado. Uma ... Leia mais

Baixos instintos

A agressão sofrida pelo candidato tucano à Presidência da República, José Serra, ontem no Rio, atingido por um artefato atirado por manifestantes petistas que tentavam impedir que os simpatizantes da oposição fizessem uma passeata em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, é apenas o sinal mais visível da agressividade que ... Leia mais

México distante

O tema volta a frequentar a mesa da polêmica: está em marcha um processo de mexicanização da política nacional? Uma eventual vitória da candidata governista em outubro aproximaria o Brasil da experiência que o México viveu do final dos anos 1920 ao final dos anos 1990, quando o PRI dominava ... Leia mais

Comentário sobre “Onde está a oposição?”

Extremamente oportuno o artigo “Onde está a oposição?”, do professor Marco Antonio Villa. É verdade, não existe oposição, pois se existisse de fato, ela não deixaria passar em branco o fato de, por exemplo, com todo o grande apagão de mão de obra, da enorme escassez de trabalhadores qualificados, dos ... Leia mais

Onde está a direita?

O panorama da eleição presidencial chama a atenção. Não há nenhum candidato identificado com a direita, da mais conservadora até a liberal. E não é de hoje. Desde a eleição de 1994, a direita abandonou o campo de jogo. Uma das explicações pode ter sido o trauma representado pelo governo ... Leia mais

Lula, o coitado

Em comício em Porto Alegre ao lado de Dilma Rousseff, Lula acusou as elites de direita de tentarem derrubar seu governo a cada 24 horas. É um ingrato. Se não fossem as “elites de direita” – esse avatar altamente lucrativo –, Lula não existiria mais. Lula é uma espécie de ... Leia mais

O Bonaparte ausente

O “conservadorismo popular” elegeu Fernando Collor em 1989 e derrotou Lula por duas vezes, seguindo o projeto de estabilização econômica de FHC expresso no Plano Real. O lulismo nasceu do encontro entre o “conservadorismo popular” e a figura política na qual os pobres projetam a sua própria imagem. Mas tal ... Leia mais

Eles só usam black-tie

Caros leitores, enquanto zapeava pelos canais televisivos nesse final-de-semana regado de quinta temporada de Lost e de estudos sobre Abraham Lincoln, deparei-me com a inusitada entrevista de Fernando Collor ao jornalista Geneton Moraes Neto, dada para o canal por assinatura Globo News. Foi uma entrevista que me impressionou por dois ... Leia mais

Obragem de coluna

Graças a Fernando Collor, os jornais foram forçados a retornar ao português castiço no intuito explicar às pessoas sem biografia — o cidadão comum que não tem dinheiro, sofisticação ou cargo elevado — o sentido do insulto (citado acima) que o fero aliado do governo Lula (não tanto do PT, ... Leia mais

Collor reage

Do blog: Diários da Política de Márcio Coimbra Com o Senado de volta, o senador Pedro Simon foi responsável por colocar fogo no plenário. Foi a tribuna e exigiu a renúncia de Sarney, como um “gesto de grandeza”. Sarney, que havia presidido o início da sessão e já havia se ... Leia mais