“O mundo marcha no seu habitual estado de desarranjo.” Hum! Modéstia à parte, a frase não é minha. Gay Talese, no seu magnífico livro sobre o “The ...