Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Tag: crescimento econômico

A situação se complica

Samuel Pessôa

O ministro Levy sempre deixou claro que o regime de política econômica em vigor nos seis anos anteriores, de 2009 até 2014, conhecido por nova matriz econômica, constituiu um erro e que sua função era corrigir o rumo. A correção dos erros da nova matriz abre espaço para a convergência ... Leia mais

FMI reduz projeção de crescimento do Brasil

 Com crescimento de 0,3% neste ano e 1,4% no próximo, bem inferior ao da média dos emergentes e de outros sul-americanos, o Brasil aparece como um dos países de pior desempenho no cenário divulgado nesta terça-feira pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Em julho, o Fundo previa crescimento de 1,3% este ... Leia mais

O caminho é claro

Henrique Meirelles

Uma das questões mais importantes que o Brasil deve enfrentar nos próximos anos é a questão da taxa de juros. Seu componente central é a chamada taxa de juros de equilíbrio ou neutra. Essa taxa, em tese, permite a economia crescer sem gerar inflação. Exemplos históricos ajudam a entender a ... Leia mais

Remédio em dose excessiva é veneno

Zeina Latif 1

Tem crescido o incômodo com a atual regra de reajuste anual do salário mínimo, que expira em 2015, baseada nas últimas informações disponíveis de taxa da inflação e de crescimento do PIB. Como os patamares atingidos em termos reais estão próximos das referências mundiais, discute-se moderar os ajustes daqui em ... Leia mais

A diplomacia fantástica e a política da estagnação

Rolf Kuntz

O governo estuda um novo pacote de ajuda às montadoras – mais um de uma longa série. Na Venezuela persiste a escassez de alimentos e até de papel higiênico. Prolonga-se o impasse nas negociações comerciais entre o Mercosul e a União Europeia. Mais do que nunca o Brasil depende da ... Leia mais

O Brasil do banquinho de três pernas

Rolf Kuntz

Monteiro Lobato criou um símbolo perfeito para o governo comandado pela presidente Dilma Rousseff, ao sintetizar no banquinho de três pernas o mobiliário e as ambições do caboclo. Para que quatro pernas, se três o sustentam e ainda evitam o trabalho de nivelamento? Os banquinhos do governo estão desenhados com ... Leia mais

Sérios problemas

Vitor Wilher

O rebaixamento do rating brasileiro pela Standard & Poor´s é como o aumento da temperatura do corpo. Sinaliza que algo não vai bem com o organismo. Nesse caso, com a economia brasileira. A soma de crescimento baixo, inflação alta, déficit em conta corrente em expansão, problemas de coordenação de políticas ... Leia mais

A gente não quer só comida

Alexandre Schwartsman

Tenho ouvido frequentemente a seguinte pergunta: “Por que se preocupar tanto com o crescimento se há pleno emprego?”. Na mesma linha, apareceu nova afirmação: “Ninguém come PIB”. Em comum, tratam de reduzir o peso atribuído ao crescimento econômico em troca de variáveis mais facilmente observáveis, como emprego ou o consumo ... Leia mais

O principal gargalo

“Foi um ano de PIB mais fraco, abaixo das nossas expectativas. Mas com trajetória positiva de aceleração e que vai continuar”, disse o ministro da Fazenda. Segundo Guido Mantega, a expectativa do governo para o crescimento do PIB em 2013 é de 3% a 4%. 2013?! Não, não é um ... Leia mais

Falácias lógicas

Monica de Bolle (BM&FBovespa)

“Ou um mais um é igual a cinco ou então um mais um é igual a onze”, diz um menino para o amigo. “Mas um mais um não é igual a cinco”, responde o amigo. “Então um mais um é igual a onze”, retruca o outro. “Ou distribuímos renda e ... Leia mais

O mapa do crescimento

Henrique Meirelles 2

Por Henrique Meirelles Na intensa discussão travada hoje sobre como elevar as taxas de crescimento do país, é importante analisar quais são os fatores determinantes do crescimento sustentável. A teoria econômica e estudos empíricos mostram que o crescimento é produto do investimento em capital físico e humano e do aumento ... Leia mais

Sem muitas opções, que tal uma política séria?

Rolf Kuntz

Baixo crescimento é a sina do Brasil neste ano e nos próximos, segundo todas as previsões conhecidas até agora, e ninguém deve atirar pedras no Banco Central (BC) por causa disso. A alta do juro básico para 10,5%, anunciada na quarta-feira, foi uma resposta quase inevitável ao estouro da inflação ... Leia mais

Mistura tóxica: inflação, estagnação e crise fiscal

Ninguém vai jogar a toalha. A inflação já estourou a meta, com 4,95% até novembro. A economia encolheu 0,5% no terceiro trimestre e cresceu apenas 2,3% em 12 meses. Mas a presidente Dilma Rousseff ainda poderá falar em vitória se o ano terminar com alta de preços inferior a 5,84%, ... Leia mais