"Não há dúvida de que a "benevolência" constitucional gera morosidade e favorece a impunidade"