O cientista político critica o sistema proporcional, que permite distorções como o retorno do "deputado do castelo"