Para a cientista política Maria Celina D’Araujo, não existe razão cultural para a corrupção e combatê-la é essencial para a formação do caráter das novas gerações. Assista
Continue lendo