"A macroeconomia por si só não vai moldar um futuro melhor para o Brasil", alerta Marcos Troyjo