"Se dependesse dos fundamentalistas, a propaganda substituiria a reportagem", afirma Eugênio Bucci