Durante muito tempo, os economistas estimaram que consumidores e produtores eram estritamente racionais. Pesariam custos e benefícios com precisão matemática.
Continue lendo