"As principais dificuldades para incrementar o comércio bilateral estão do lado brasileiro", avalia Marcos Troyjo