Judiciário precisaria de dois anos para zerar esse estoque.
Continue lendo