Economista lembra que a dívida pública hoje só não preocupa porque governo toma medidas acertadas