O Brasil absteve-se de apoiar a intervenção ocidental na Líbia por temer uma “mudança de narrativa” da revolução árabe, explicou
Continue lendo